Loading...

sábado, 30 de janeiro de 2010

La knabo kaj la rozo

Foje knabo, kiam vidis
belan rozon en ĝardeno
tre scivola li fariĝis
pri l’ kialo de ĉi beno

Kio estas tiu floro?
Kial Dio faris ĝin?
Avarul’ plena je oro
do respondis tuje lin.

Rozo estas monprofita,
ĉiuj multe ĝin aĉetas.
Estas ĉiam donacita,
Ĉiuj volas, kaj ĝin petas!

Kio estas tiu floro?
Kial Dio Kreis ĝin?
Kaj klarigis lin doktoro
kiu grava taksis sin…

“El klas’ magnolioptida,
havas ĝi branĉojn kun dorno,
kaj ĉar estas ja belvida
taŭgas nur kiel adorno.”

Ekaperas jen knabino,
kiu donis al li floron,
floron de belec’ sen fino,
rozon kiu portas koron…

Kaj la knabo rigardanta
en la rozon (1), vidis li
ke ĉi floro, lin ravanta,
estas ja donac’ de Di!



(1)Acusativo de direção (para dentro da rosa)




Vocabulário:

la – o, a, os, as
knabo – menino
kaj - e
rozo - rosa
kiam – quando
vidi – ver
bela – belo/bela
floro – flor
en – em (dentro de)
ĝardeno – jardim
tre – muito (em intensidade)
scivola – curioso
(scii = saber + voli = querer + a = final do adjetivo)
li – ele
fariĝi - fazer-se (fari = fazer + iĝ = indica que o verbo é reflexivo)
pri – sobre l’ =
kialo - porquêe –
de (para indicar posse ou movimento de partida)
ĉi – este /esta. Esta particular é geralmente é utilizada junto aos correlativos demonstratives – tiu, tie, tio, ties – esse/essa, lá, aquilo, daquele (ĉi tiu, ĉi tie, ĉi tio, ĉi ties – este, aqui, isto, deste). Usa-se ela separadamente mais na poesia.
beno - benção
kio – o que
esti – ser ou estar
tiu – essa kial – por que
Dio – Deus
Fari – fazer
ĝi – ele ou ela, para coisas, animais ou crianças pequenas
avarulo – avarento (indivíduo - avara = avarento/avarenta + ulo = indivíduo)
plena – pleno, cheio
je – preposição de sentido indefinido
oro – ouro
do – então
respondi – responder
tuje – prontamente
lin – a ele (o “n” aqui marca o acusativo de direção)
monprofitaj – lucrativos (mono = dinheiro + profita = proveitoso)
ĉiuj – todos/todas multe – muito ( quantidade)
aĉeti - comprar
ĉiam - sempre
donacitaj – presenteados
domoj – casas (Esta palavra está com o acusativo para marcar o acusativo de direção (en la domojn = para dentro da casa)
meti – colocar
krei – criar
kaj – e
klarigi – esclarecer
( klara = claro + igi = tornar)
li – ele
doktoro – doutor
kiu – quem ou o qual
grava – importante
taksi – avaliar, julgar
si – si mesmo
el – de dentro de
klas – classe
magnolioptida – magnolioptida (classe em que na biologia está contida a rosa)
havi – ter
branĉoj – galhos
ĉar – porque
ja – com efeito
belvida – de visual belo (bela = belo + vida = visual)
taŭgi – servir
kiel – como
adornoj – enfeites
Ekaperas – aparece de repente ( ek – prefixo que indica ação repentina + aperi = aparecer)
knabino – menina (o in faz o feminine)
doni – dar
al – para (na direção de)
ke – que belec’ (beleco) – beleza (bela + ec (sufixo que forma o substantive abstrato)
sen - sem
fino - fim
porti – carregar
koro – coração
rigardante – olhando
vidi – ver
ravante – encantando/maravilhando (ravi é encantar – verbo transitivo )
donac’ (donaco) - presente

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Esperanto aula-sonetos

Zamenhof

Mil oitocentos e cinquenta e nove,
são quinze de dezembro, e vem ao mundo
Zamenhof, na Polônia, onde um fundo
de guerra e ódio racial então se move...

(Tal país, pela Rússia invadido,
teve as suas fronteiras derrubadas.
Muitas línguas, então, eram faladas
por um povo confuso e dividido.)

Do pai, um poliglota renomado,
herdou o amor às línguas e também,
a discriminação por ser judeu...

E ao jovem Zamenhof, um dia vem
uma idéia, por tudo que sofreu;
uma língua da paz, o seu legado!



O nascimento do Esperanto

2. O nascimento do Esperanto

Em julho, dia 15, do ano mil
oitocentos e oitenta e sete, a nós
chega o Esperanto e, então, solene voz
pela união do mundo, enfim, se ouviu!

Tornando fácil a comunicação
entre homens de idiomas diferentes,
ele pretende unir todas as gentes
na esperança que a paz alcançarão…

Dezoito anos depois que foi criada,
em Boulogne-Sur-Mer tal língua uniu
homens de todo canto, quase mil

Homaranistas(1), gente que é empenhada
em demonstrar aos homens que é possível
global entendimento em alto nível…


1) - Esta palavra tem sua origem no Esperanto - homaranistaj = hom (radical que significa homem – ser humano) + ar (sufixo que indica que a palavra é um coletivo) + an (sufixo que indica membro, membro) + ist (sufixo que indica que a palavra é um profissional em algo ou uma pessoa partidária de alguma doutrina ou idéia) + a (letra final que indica que a palavra é um adjetivo + j (plural). Então poderíamos traduzi-la por “pessoas que fazem parte da doutrina de serem membros da humanidade.”




Língua Mátria


A língua faz-se um elo de união
entre a mãe e seu filho recém nato,
é suave cantiga nesse trato
soando como a voz do coração...

Na luta por defesa dos mais fracos,
ela é o meio que faz acontecer
que o homem saiba mais e possa ver
sem que utilize óculos opacos...

É por isso que eu falo o Esperanto;
pois a língua é a força do meu povo,
mas meu povo ultrapassa a minha pátria;

ele pertence ao chão onde eu me movo
e onde eu fale esta bela língua mátria
pela qual posso eu cantar meu canto!




O Esperanto nas escolas


Na escola, todo estudo regular
é arcabouço, ao infante, necessário.
Mas à escola convém ter o ideário
de ensinar que é a Terra o nosso lar.

Ao homem faz o mundo pertencer
tornando o estrangeiro irmão; portanto
possibilita a idéia do Esperanto
desmantelar barreiras que há no ser...

Com ele a geografia é mais querida,
do português revela-se a gramática
e a busca às línguas faz-se incentivada...

Por tudo isso, essa língua democrática,
quero vê-la amplamente divulgada
E enfim, na escola pública acolhida!


A planta


Árvores crescem, lançam os seus ramos.
Algumas se projetam fortemente,
sendo outras oprimidas cruelmente...
Assim também na Terra nós estamos...

Pois no mundo das línguas tão confuso,
um pequeno idioma se estiguindo
é qual pequeno arbusto muito lindo,
morto por grande vegetal intruso...

Mas algo surge diferente agora:
uma planta que cresce e se avigora,
dando às outras, mais fracas, mais espaço!

E o Esperanto, assim, cresce e propicia
um Mundo onde se viva em harmonia
e não seja o respeito ao outro, escasso...


Manifesto de Praga


Não exigindo rios de dinheiro,
dada a facilidade de aprendê-la,
a língua brilha à luz da verde estrela
sendo acessível para o mundo inteiro!...

Adquire-se estudando o Esperanto
potente educação transnacional;
e no mundo, da China a Portugual
ele rompe as fronteiras sem quebranto!

Há o valor propedêutico, e também
o amor às línguas, ao estudá-lo, vem,
bem como às línguas fracas, mais respeito;

e o homem deve ser emancipado!
Assim, um manifesto foi traçado,
em prol de um novo homem mais perfeito!


O Esperanto no Mundo


Não me preocupa o alcance do Esperanto.
Não é pré – ocupar ocupar-se antes,
em sonhos qual Quixote de Cervantes?
E há tanto da presença do Esperanto!...

Através dele há inúmeras ações:
eu falo com pessoas de além mar
e abraço, quando posso viajar,
a quem não fala a língua de camões;

obras originais, rádio, internet,
congresso entre as nações que se repete
a cada ano, unindo mais o mundo...

E divulgo o Esperanto com prazer;
pois ele, eu sei, que mais irá crescer
quando o amor e a razão for mais ao fundo...


Debate sobre o Esperanto na internete


Erguem-se se na internet amplos debates
bem ricos das proezas do Esperanto
e cheios de homens com do orgulho o manto
que os leva a proferirem disparates...

Para vários linguistas renomados
assimilar o novo é bem difícil,
e estes veem como algo bem risível
tal língua com seus belos predicados...

O pobre o seu idioma mal domina
e, no mundo da globalização,
não passa de uma simples marionete...

E a este dar a nobre condição
de se ligar ao mundo na internet
é coisa que o egoísta não imagina...


www.lernu.net
(1)

Um dia, estando ao meu computador,
achei um endereço na internet;
deparei-me com a lernu ponto net
que tem para o Esperanto alto valor...

Saluton! disse a mim um alemão!
Saluton! Respondi cordialmente!
Na sala só amizade é o que se sente,
Vê-se cada estrangeiro como irmão.

Em que outra língua há tanto sentimento
dessa irmandade, desse fácil vento,
a nos levar ao mais longe recanto?

Mais ouço: “Bonan tagon, hoj amiko! ” (2)
e embevecido de alegria eu fico,
a agradecer a Deus pelo Esperanto!

(1) O sítio www.lernu.net é um dos mais usados para se aprender o Esperanto na internet.
(2) Bonan tagon, rôi amiko - Bom dia, oi amigo!


Esperanto – aula sonetoI

As letras do Esperanto
a, b, c (1), ĉ (2), d, e, f, g (3), ĝ (4), h (5), ĥ (6),i , j (7) ,ĵ(8), k, l, m, n, o, p, r (9),s (10),ŝ (11) ,t ,u ,ŭ (12) ,v ,z.

Num cardápio eu li pizza e lembrei-me
da letra c contida no esperanto,
e vendo um Che Guevara em algum canto
lembro do ĉ... Por mais pensar eu teime

nessa língua, mais fico a repensá-la,
e um “bom djorno” ao ouvir num cumprimento,
o ĝ logo me vem ao pensamento,
e outras letras a mente ainda me fala...

Penso em ĵ de ĵurnalo, ŝ de ŝelo,
de ŝaŭmo, de ŝlosilo, de ŝancelo,
j de jes... Por amá-la é que eu me movo...

Se os povos criaram línguas nacionais,
o Esperanto, prezado sempre mais,
é a língua que, no mundo, faz seu povo!


(1) tsô; (2) tchô; (3) gô (soa sempre como gue, mesmo antes do “e” e do “i”; (4) O “d” soa à maneira nosdestina quando antes da vogal “i”; (5) djô; (6) rô (soa sempre como o “r” de rosa); (7) rro (Soa como o rr aspirado como o “j” do espanhol em “mujer”); (8) iô (tem som de “i” breve, formando sempre ditongo.) ; (9) jô; (10) rô (soa sempre como “r” de pare); (11) sô (soa sempre como o “s” de sapo e nunca como “z” ou como o ch na pronúncia carioca); (12) - cho; (13) O “t” soa à maneira nordestina quando antes da vogal “i” ; (14) uô (soa sempre como “u” breve, de Paulo, formando ditongo)


No Esperanto reduz-se o dicionário
Prefixos, sufixos e finais de palavras

No Esperanto reduz-se o dicionário;
homem é viro (1), e mulher, virino;
assim, com “in” se faz o feminino,
e o “mal” na frente indica que é o contrário.

Malbona é ruim, bona é bom;
e se termina em “a” é adjetivo,
em “e”, advérbio, em “o”, substantivo;
e a cada letra, sempre o mesmo som.
 
O verbo no presente finda em “as”,
“is” no passado e “os” quando é futuro;
se infinitivo é “i”, com “u” é mando.

Murego quer dizer um grande muro,
e akveto, água pouca , que, passando,
o muro rompe e abre caminho à paz!

(1) a letra "o" de viro não forma ditongo com a vogal seguinte. Em esperanto cada letra é pronunciada sempre de forma individual.


No Esperanto reduz-se o dicionário II

Prefixos , sufixos e palavras compostas


No Esperanto reduz-se o dicionário...
Igi (1)- tornar, sanigi - tornar são;
kormalsano se é mal do coração;
saúde é san’(2); malsano, o contrário.

Sana, com “a” no fim, é o que é saudável,
com “e”, eu posso ler saudavelmente,
mensmalsan’ é doença que há na mente,
sanulist’ (3) é quem traz saúde, afável...

Malsaniga, doentio, e, um bom remédio
pra bem curar um mal, o mal do tédio
do homem que nutre o ódio e busca a guerra,

pra este malsanulo (4), um bom meio
é o lugar, eficaz malsanulejo (5),
onde exista o Esperanto nesta Terra!

(1) san’ = sano – o apóstrofe substitui o final do substantivo (o)
(2) profissional de saúde
(3) doente
(4) malsanulêio - Hospital



Divulgando o Esperanto
Voz passiva e Ativa


Quem no Esperanto faz alguma ação,
faranto é; farinto quem já fez,
faronto, quem fará, e é minha vez
de fazer uma real divulgação!

E tal divulgação já é farota,
e quando eu a fizer será farita!
Faronto eu? Não mais! minh’alma grita!
Agora sou faranto gota a gota!

A obra do Esperanto divulgar
é coisa que não posso mais deixar...
Farata sim, em cada vão momento!

E, mesmo em poesia, vou falar
pro mundo todo se comunicar
pelo Esperanto, em puro sentimento!...




La ilo


Flugi – voar, e ilo – instrumento.
Flugilo é a asa que utiliza
a língua bela, fácil e precisa,
levando um sentimento em fácil vento.

Dizer, comunicar, é uma missão
diante de qualquer komunikilo (1),
que o Esperanto é um formidável ilo
nos tempos dessa globalização.

Quero um batilo (2) pra bater o medo
do novo, desses que acham que ainda é cedo
tão grande avanço, para então fazer

que o homem deixe, enfim, sua peleja
e busque o próximo, onde quer que seja,
fazendo, assim, a paz acontecer!


(1) komunik+ilo = instrumento para comunicar
(2) bat + ilo = instrumento para bater


Acusativo I


O acusativo é simples de entender;
usa-se o ene (n) após quem sofre a ação,
e a frase muito clara fica então;
nenhum duplo sentido pode haver...

A ordem nos meus versos eu decido,
pois vem marcado o objeto (1) na poesia.
Em português, se Carlo ama Maria,
o amante é Carlo, óbvio, não duvido!

Há no esperanto a possibilidade,
de a ordem inverter com liberdade,
transformando o sujeito em predicado.

Karlon (2) amas Maria (3), quem já ama,
nesta frase só pode ser a dama
Maria, e tudo, assim, fica explicado!


(1) Refiro me ao objeto direto
(2) Karlon aqui está com o acusativo (n) o que significa que ele sofre a ação na frase (de ser amado por Maria)
(3) Maria ama Carlos. A ordem natural da frase em esperanto é sujeito, verbo, objeto direto. Em algumas ocasiões pode-se inverter esta ordem sem prejudicar o entendimento da frase graças ao acusativo. Alguns povo orientais falam seus idiomas com as frases nesta ordem inversa.


Acusativo II



Quando digo mi iras en kongreson (1),
eu digo que a um congresso eu vou agora;
lá estarei, eu não vou ficar de fora;
tien (2) eu vou, levar o meu apreço.

Mi iras en kongreso (3) bem difere;
tie (4) eu vou, por lá estou a andar.
A estar indo e talvez não se adentrar,
Mi iras al kongreso (5) se refere.

Ao falar em congresso, esta lição
de acusativo para a direção
indicar, também falo deste encanto,

que é pessoas de todas as nações
reunirem-se unindo corações,
em mundial congresso de Esperanto!


(1) eu vou para um congresso (para dentro dele)
(2) para lá
(3) eu vou em um congresso (no sentido de estar indo por lá)
(4) lá
(5) eu vou para (na direção de) um congresso.


Acusativo 3


17. Acusativo III
(indicando substituição de preposição)

É uma do Esperanto liberdade
preposições poder substituir
por um acusativo que há de vir,
desde que se mantenha a claridade.

Mi lernis dum du jaroj (1) se equivale
A mi lernis du jarojn (2) (sem o dum
e com o ene após jaroj), e mais um
exemplo é necessário que se fale:

Je la sepa vekiĝis mi (3), portanto,
la sepan mi vekiĝis (4) pode ser..
É regular e simples a gramática!

E depois dessa língua conhecer,
todos querem dizer de forma enfática:
“Vem mundo, aprender logo o Esperanto!”


(1) (Mi lernis dum du iároi) Eu aprendi durante dois anos.
(2) Eu aprendi durante dois anos. (a palavra dum foi substituida pelo
acusativo (n) na palavra jarojn)
(3) (Iê la sepa vekidjis mi) Às sete acordei eu – je é uma preposição de sentido indefinido.
(4) Às sete eu acordei. (A palavra je foi substituida pela pelo acusativo na palavra sepan.



Predicativo do objeto

Markon esperantistan (1) vidas Roza
(Roza vê Marko, que é esperantista),
divulgador da língua, idealista
que fala com o Mundo em boa prosa.

Ankaŭ li vidas ŝin esperantista (2) (3).
(Ele vê que ela é esperantista agora).
Na sua blusa, verde estrela mora
mostrando que é uma co-idealista.

(Li vidas ŝin esperantista é frase
em que o predicativo do objeto,
sem vir no acusativo, está correto).

E ao vê-la esperantista, em nova fase,
Marko da bela Roza então se abeira,
tomando-lhe por sua companheira...


(1) O Acusativo (n) no final de “Markon esperantistan” indica que este é o objeto direto, sofrendo assim a ação de ser visto por Roza.
(2) (Ánkau li vidas chin esperantista – também ele a vê esperantista)
(3)Também a frase “Marko vidas ŝin esperantista” pode ser substituida por “Marko vidas ke ŝi estas esperantista”. Esperantista, neste caso, sem o acusativo não faz parte do objeto direto sendo um predicativo do objeto. Na frase Roza vidas Markon esperantistan, entende-se que Marko, que é visto, já era esperantista. Na frase “Marko vidas Rozan esperantista”, entende-se que marko observa que Roza tornou-se tornou-se esperantista.”


Samideano

É na língua Esperanto samo, mesmo.
Malsamo nesta língua é diferença;
aquela que o homem vê em outra crença,
deixando o que é o mesmo, samo, a esmo.

É ideo, idéia nessa língua,
e lutam tendo idéias conflitantes
os povos entre si tão pouco amantes,
e cujo amor no peito ainda míngua...

Enfim, dizendo no Esperanto ano,
dizer queremos sócio, partidário,
membro da mesma idéia. Então teremos,

Significando correligionário,
o termo que nos une nos extremos
do fraternal amor, samideano!


Correlativos


Kio estas? (1) O que é o Esperanto?
Língua internacional e planejada.
Kie? (2) Onde costuma ser falada?
No mundo todo estende-se o seu manto.

Kiu kreis? (3) Zamenhof foi o criador.
Kia estas? (4) Tre bela kaj facila (5).
Kies? (6) Ela é de quem quiser curtí-la.
Kiam? Nun (7), da internet no furor.

Kiel? (8) como esta língua cresceu tanto?
Pelo trabalho e uso do Esperanto.
Kial? (9) Por que esta língua divulgar?

Por que ela é muito fácil de aprender,
e traz um nobre sentimento ao ser;
que os homens são irmãos de um mesmo lar...

(1) O que é?
(2) Onde?
(3) Quem criou?
(4) Como (de que qualidade?)
(5) fatsíla (fácil)
(6) De quem?
(7) Quando? Agora
(8) Como?(de que forma?)
(9) Por que?


http://www.esperanto.web.pt/kortabel.htm


Kien iras esperanto

Kien (1)iras la lingvo Esperanto?
Mi kiel idealon (2) trovis ŝin.
Kiel homo, ekamis ŝin sen fin’,
Ja kiel ilon (2), kiel pacamanto...

Homoj antaŭjuĝante plenfiere,
stulte diras: “ĉar uzas interreton,
la mond’ aliformiĝas en mondeton(1) ...
kial do, ŝi ne kreskas pli sur tere”?

Fakte, homoj pli iras alproksimen,
sed ankoraŭ ne estas ja la kor’
moviganta la korojn unuiøen ...

Ankoraŭ en la homo estas for
la vol’ por lia ir’ aliformiĝen ,
ĉar la mon’ lin direktas monkutimen ...

(1) acusativo de direção –
(2) Vê se aqui o acusativo de clareza, depois de kiel (como), usado para evitar a ambiguidade. No exemplo de Zamenhof “mi elektis lin kiel prezidanton” (eu o elegi como presidente) o acusativo é necessário, pois em “mi elektis lin kiel prezidanto” dá pra se entender que eu, na condição de presidente, o elegi.
(3) Acusativo de direção.

Vortareto

kien – para onde
iri – ir
as – terminação do presente do indicativo
lingvo – língua
mi – eu
Kiel – como
idealo – ideal
trovi – achar
is – terminação do passado
ĝi – ele, ou ela (para coisas, animais, ou criança pequena)
homo - homem (ser humano)
ek – sufixo que indica início de uma ação
ami- amar
sen – sem
fin’ (fino) – fim
ja – com efeito
ilo – instrumento
paco- paz
pacamanto – amante da paz
gravi – ter importância
do – então
al – para, a
sed – mas
vere – verdadeiramente
diri – dizer
ĉar – porque
uzi – usar
interreton – internet
mond (mondo) – mundo
alia - outro
formo - forma
iĝi - fazer-se, tornar-se
alifomiĝi (ali + form+ iĝ+i)– fazer-se de outra forma, se transformar
en – em
mondeto – mundo pequeno
kial – por que
ne – não
kreski – crescer
pli – mais (comparando uma situação à outra)
sur – sobre
sur tere – sobre a Terra
fakte – de fato
homoj – homens
iri – ir
proksima - próximo
alproksimen – em direção à proximidade
ankoraŭ – ainda
for – fora, longe
vol’ (volo) querer (substantivo)
por – para
aliformiĝen – para uma outra forma
mon’ (mono) – dinheiro
direkti – direcionar
monkutimen – em direção ao costume do dinheiro


Para onde vai o Esperanto

Para onde vai a língua Esperanto?
Eu como a um ideal a encontrei
Como um homem amei-a, de repente, de maneira infinita
Decerto como a um instrumento, como um amante da paz

Homens preconceituosamente e cheis de orgulho
tolamente dizem: "porque usa internet
o mundo se transforma em um mundinho
Por que então, ela não cresce mais sobre a Terra?"

De fato, os homens vão mais se aproximando
Mas ainda não é, com efeito, o coração
Movendo os corações para uma unidade...

Ainda no homem está
a vontade para a sua ida à transformação,
e o dinheiro o direciona ao costume do dinheiro...



La plej taŭga komprenilo

Estinte en kongres’ internacia,
trovis viro korkaran amikinon.
Li, german’, amis sian (1) italinon,
Kaj por li estis ankaŭ l’ amo ŝia.

Li ŝin ekkonis per korespondado,
Kaj kiam paroladis þi pri si,
Li faladis en kirlon de pasi’,
Sin droninte en mondon de revado...

kaj poste l’ geedziøo jen la filo,
kiu frue ellernis Esperanton!
Li kaj ŝi trovis sian vivo-ĝojon!

Ili nun havas sian diamanton,
ĉar lernis Esperanton unu fojon;
por ili la plej taŭga komprenilo!

Ili nun havas sian diamanton
Ĉar lernis esperanton unu fojon
Por ili la plej taŭga komprenilo


(1) sua, dele próprio. Se fosse “lian” seria de um outro




Vocabulário
Estante - estando
en - em , dentro de
kongreso - Congresso
internacia - internacional
Trovi - achar
viro - homem
korkara caro (a) ao coração
amiko – amigo
in – sufixo que indica o feminino
amikino - amiga
germano - alemão
ami - amar
sai - seu
italino - italiana
por - para
ankaŭ - também
amo - amor
ŝia - dela
ek – prefixo que indica início de uma ação
koni - conhecer
ekkoni - começar a conhecer
per – através de
korespondi – corresponder
ad – sufixo que indica ação prolongada
korespondado - correspondência
kiam - quando
ad - sufixo que indica ação continuada
paroladi - falar continuamente
ŝi - ela
pri – sobre, a respeito de
si - si
faladi – cair continuamente
kirlo - redemoinho
pasio - paixão
droni – afogar-se
dronanta - afogando
mondo - mundo
revado – sonho (contínuo)
poste - posteriormente
Ge – prefixo indicando que o radical se refere ao gênero masculino e feminino
Edzo - marido
Iĝ – tornar-se
Geedziĝo - casamento
jen – eis que
filo - filho
kiu – quem, o qual
frue - cedo
el – de dentre
lerni - aprender
ellerni – aprender totalmente
trovi - encontrar
vivo - vida
ĝojo – alegria
vivo-ĝojo – alegria de viver
nun - agora
havi - ter
diamanto - diamante
Ĉar - porque
unu fojon _ uma vez
plej - mais (superlativo – que é o melhor de todos)
taŭga – adequado (a)
komprenilo - instrumento de compreensão


O mais adequado instrumento de compreensão

Estando em um congresso internacional
Um homem encontrou uma cara amiga
Ele, um alemão, de repente amou sua italiana
E para ele também foi o amor dela

Ele a conheceu através de correspondência
E quando ela falava sobre ela
Ele caia em um redemoinho de paixão
afogando-se em um mundo de sonho

E depois do casamento eis seu filho
Que cedo aprendeu Esperanto!
Ele e ela encontraram sua alegria de viver

Eles agora tem seu diamante
Porque aprenderam esperanto uma vez,
Para eles o mais adequado instrumento de compreensão.


La amreto

La amreto

Kiam mi plenamiĝis en la kor’,
l’ amujo por memoroj kaj forgesoj,
mi iĝis pli feliĉa ĉar la jesoj
de rigard’ venis min en florodoro...

De tiam kiam trovis ĉi amegon
mi vivas pli ameme, pli en l' amo...
Malamo jam forestas pro ĉi flamo
portanta, al amanto, feliĉegon...

Aminda estas kiu min redonis
l’ amsenton, kiu ĉiam estis mia;
la kaŝita trezoro en sekreto...

Nun volas igi mi la mondon tia,
farante ke ĝi estu ja amreto,
pro tio, ke la amon mi jam konis...

Vortareto - pequeno vocabulário

Kiam - Quando
Plena – pleno, cheio
Amo - amor
iĝis – fez-se, tornou-se
en – em, dentro de
plenamiĝi – tornar-se pleno de amor
koro – coração
ujo – recipiente
amujo – recipiente de amor
da - de (para quantidade)
memoroj - memórias
forgesoj - esquecimentos
pli – mais (comparativo)
feliĉa - feliz
ĉar - porque
jes - sim
jesoj - afirmativas
de - de (aqui, no sentido de ponto de partida)
rigardo - olhar
veni - vir
min – a mim
floro - flor
odoro - flor
florodoro – odor de flor
de tiam – desde então
kiam - quando
trovi - achar
eg – sufixo para o aumentativo
amego - grande amor
vivi - viver
em - sufixo que indica - que tem tendência a
ameme - amorosamente, com tendência ao amor
en l' amo – no amor
kiu – quem, que, o qual
malamo – ódio, hostilidade
jam – já
foresti – estar fora, se ausentar
pro – por causa de
ĉi – este ou esta (pode usar em poesia no lugar de æi tiu)
flamo – chama
portanta – que leva
al – ao, para
amanto – amante, que ama
feliĉego – grande felicidade
inda – digno (a) de
aminda – digno (a) de amor
re – novamente
doni – dar
redoni – devolver
amsento – sentimento de amor
æiam – sempre
Kaŝi – esconder
kaŝita – escondido
trezoro – tesouro
sekreto – segredo
voli – querer
igi – tornar
mondo – mundo
tia – tal, assim
Farante – fazendo
ja – com efeito
Reto – rede
Amreto – rede de amor
pro tio – por causa disso
ke - que
koni – conhecer



A rede de amor

Quando tornei-me cheio de amor no coração,
O recipiente de memórias e esquecimentos,
Tornei me mais feliz por que as afirmativas
de um olhar me vieram como cheiro de flor

Desde que encontrei este grande amor
Eu vivo mais amorosamente, mais no amor...
O Ódio já se ausenta por causa desta chama
que traz para o amante grande felicidade ...

Digno (a) de amor é quem me devolveu
O sentimento de amor, que sempre foi meu;
O tesouro escondido em segredo...

Agora eu quero tornar o mundo assim
Fazendo que ele seja, com efeito, uma rede de amor
por causa disso, que o amor já conheci...



Poezia lingvo

Poezia lingvo


Koninte Esperanton jen mi trovis
novan mondon, la mond’ internacia!
Kaj revo-plena pro la lingvo tia,
ellerni bone ĝin tuje mi povis.

Kaj mi iris al belaj ĝojaj festoj,
esperante mi kantis kaj parolis,
kaj por kreskigi ĝin pli kaj pli, volis
versiojn fari mi el muziktekstoj...

Kaj leginte tre belajn poeziojn,
en ĉi lingvo faritajn kun majesto,
Jen mi ankaŭ do verkis la sonetojn…

Videblas en ĉi lingvo ja la esto
de l’ belart’, atestanta la poetojn
kantantajn la homarajn tragediojn!

Vortareto


Koninte – tendo conhecido
jen – eis que
trovi – achar, encontrar
nova – novo(a)
mondo – mundo
internacia - internacional
revo-plena – pleno(a) de sonho
pro – por causa de
lingvo - língua
tia – assim, tal
Ellerni – aprender, (totalmente)
bone – bem
tuje – de forma imediata
povi – poder
iri – ir
belaj – belos (as)
ĝojaj – alegres
festoj – festas
esperante – através do Esperanto
mi kantis – eu cantei
paroli – falar
por – para, com o fim
kreski – crescer (verbo intransitivo)
kreskigi – fazer crescer (verbo transitivo
pli kaj pli – mais e mais
voli - querer
versioj – versões
fari – fazer
el – de dentro de, a apartir de
muziktekstoj – textos de músicas
Leginte – tendo lido
tre – muito (intensidade)
poezioj – poesias
en ĉi lingvo – nesta língua
faritaj – feitos (as) (no passado)
kun – com
majesto – maestria)
jen ke – eis que
ankaŭ – também
do – então
verki – escrever, compor, criar (obra literária, musical etc.).
sonetoj – sonetos
vidi – ver
ebla – possível
videbli – ser possível de ver
ja – com efeito, certamente
esto – o ser
de – de (neste contexto traduz-se como ponto de partida)
belarto – arte do belo
atestanta – atestando, que atesta
poetoj – poetas
Kantantaj – os que estão cantando, os que cantam
Homaraj – humanos (as)
Tragedioj – tragédias



Língua poética

Língua poética

Tendo conhecido o esperanto, eis que encontrei
um novo mundo, o mundo internacional.
E, pleno de sonhos por causa de tal língua,
aprendê-la totalmente logo eu pude

E fui a belas, alegres festas,
através do Esperanto eu cantei e falei.
E, para crescê-la mais e mais, quis
fazer versões de textos de músicas.

E tendo lido poesias muito lindas,
nessa língua, feitas com maestria,
eis que eu também então compus os sonetos...

É possível ver nesta língua o ser
da beleza da arte atestando os poetas
que cantam as tragédias humanas!